quinta-feira, 10 de março de 2011

As Redes de Atenção a Saúde


As evidências demonstram-nos que os sistemas de saúde que estruturaram seus modelos com base em uma APS(Atenção Primária Forte) forte, resolutiva e coordenadora do cuidado do usuário têm resultados sanitários melhores que os sistemas com APS frágil (HEALTH EVIDENCE NETWORK, 2009a). Portanto, é necessário que o sistema de saúde brasileiro avance nessa perspectiva e adote-a como uma estratégia de reorganização do sistema de saúde (MENDES, 2009a). Por conseguinte, é preciso ampliar o acesso, mas principalmente é 
necessário melhorar as estruturas físicas dos pontos de atenção da APS, capacitar os recursos humanos, incorporar novas tecnologias e estruturar os sistemas de apoio diagnóstico e terapêutico e os sistemas logísticos, para que a APS possa ser mais eficiente, efetiva e com mais qualidade.