quinta-feira, 2 de setembro de 2010

 
 
O horror visível tem menos poder sobre a alma
do que o horror imaginado.

Shakespeare