quinta-feira, 15 de junho de 2006

Vida Difícil?


"É um privilégio ter vivido uma Vida difícil". Indira Gandhi
Cheguei aos 40 anos de idade dá para acreditar?, pensei quando com 20 que demoraria muito, mas não foi o que aconteceu. Passei por uma planice e um calvário e posso concluir hoje que aprendi algumas coisas que gostaria de deixar registrado para todos os seres vivos que nasceram depois da lua nova de agosto de 1985. Com 40 anos só posso ficar contente em ter vivido mais que muitos faraós,poetas, alguns reis e principalmente Alexandre o Grande, que apesar de terem falecidos ainda jovens, conseguiram cravar seus nomes na história por séculos a fio, não viveram mais que eu, e vejo isto como o maior dos privilégios.
Quero deixar escrito o que aprendi nesses últimos 40 anos para: minhas duas filhas e para quem acha que não é vantagem ter vivido uma vida difícil. Mostrar o quanto é importante os erros em nossa vida. Quero mostrar que o que todos REPELEM nos outros com arrogância, cometem os mesmos erros classificando-os como de menor gravidade, por que não aceitam crescer. E isto não existe, não existe "errinho" nem "errão", tudo é um ERRO, como não existe mentira inocente e mentira (FDP). O incrível é que todos cometem erros e todos já mentiram pelo menos uma vêz, mas ninguém assume as suas barbaridades preferindo apontar as dos outros. Não Foram os romanos que preferiram Barrabás, quantos hoje que se dizem Cristãos se posicionariam do lado dEle naquela época?
Descobri nestes anos de vida que todos os meus erros tiveram uma única origem: Não saber dizer Sim ou Não. Quando disse Sim quando era para dizer Não, tive que em algum momento Mentir, e quando disse Não, quando era para dizer Sim, me transformei numa pessoa egoísta e rude.
Cheguei a conclusão que só 15% dos meus problemas me infernizavam, e justamente esses problemas tinham origem direta com esta minha incapacidade, os outros 85%, acreditem, eram irrelevantes.Resumindo, 95% dos meus problemas tiveram e têm origem em meus atos.
Mensurar isto não foi fácil sem uma reflexão nas minhas atitudes que me levaram a ficar isolado no meio de tanta gente. Mas o mais importante nisso é que consegui reconher quem é meu irmão e quem são os meus verdadeiros amigos.Foi bom tudo que aconteceu, pois hoje já penso diferente, e quem realmente me considera, entendeu o porque errei tanto em tão pouco tempo."Só conhecemos alguém quando brigamos com ele(a)".
Não perdemos o que nunca tivemos, ninguém perde um amor, um amigo,.... se não foi possível a continuação é porque nunca foi seu ou sua. Pensar assim me fez até refazer alguns conceitos sobre os términos de relacionamentos.
A única vantagem que nós pobres financeiramente temos sobre os afortunados é a certeza que temos de nossas amizades. Gostar de um principe e de um cisne é facil, quero ver gostar de um plebeu e do patinho feio.Todos querem mudar as pessoas, para se adequarem aos seus caprichos, é aqui onde erramos muitas vezes.
Somos preparados para gostar do que é certinho. Esquecemos que quando aprendemos com os erros nos transformamos em homens e mulheres. "Quanto Mais Perto do Topo Chegamos, Mais Difícil Fica" Goethe

Um comentário: